Espaço em Branco

29/05/2009

A Hora da Estrela

Filed under: Sem categoria — 1988anapaulapinto @ 1:50

Hoje vi na Faculdade o filme A hora da Estrela de Suzana Amaral e recentemente li o livro homônimo de Clarice Lispector.

Que obra prima!

Tô para ver uma obra que faça uma análise tão profunda da alma feminina quanto este livro( e consequentemente o filme).É impossivel não ficar tocada com esta obra, a menos que você tenha uma pedra no lugar do coração e vento ao invés de uma alma.

A história mostra a agonia, a aflição e todo o processo de desenvolvimento do escritor Rodrigo S.M ao escrever a história de Macabea, uma jovem nordestina que tenta a sorte no Rio de Janeiro.Aliás, é aí que está toda a “graça” da história: Macabea não é uma heroína típica de um romance. Macabea é sem graça, sem sal, sem viço, não sabe de nada, ela não é nada e não faz falta a ninguém.

Então por que ela fascina tanto, nos incomoda tanto? É porque Macabea somos nós. Clarice brilhantemente conseguiu retratar em um único personagem toda a fragilidade, a passividade do ser humano, em especial, as mulheres.Afinal de contas todos nós somos nada, não sabemos de nada e um dia simplesmente vamos deixar de existir.É lógico que a Macabea é o extremo disto, ela quase não existe,mas todos nós de um certo modo nos identificamos com ela. E o engraçado é que os outros personagens são tão reconhecíveis quanto ela.Nós tambem temos um pouco da agressividade de Olímpico, a voluptuosidade de Gloria e a safadeza da cartomante.

O engraçado é que esse é o último livro de Clarice, foi lançado pouco tempo antes dela morrer. Talvez por isso mesmo este livro seja tão amargo já que provavelmente Clarice já tinha conhecimento de sua doença e resolveu colocar tudo para fora.

Em tempos de Mulheres frutas, senhoras sem noção e cultuação a qualquer um que aparece na mídia, Saber que existiu gente como Clarice Lispector é um grande prazer.

 

Anúncios

2 Comentários

  1. Adorei o filme e acabei me apaixonando pela Maca!
    Apesar de às vezes ter votade de dar um soco em sua cara.
    Gostei mto da entrevista tbm, principalmente das não – respostas da Clarisse.
    E o cigarrinho Malboro hein…

    Comentário por Sabrina — 03/06/2009 @ 13:12

  2. Assisti várias vezes este filme, geralmente exibido na TV Cultura.
    É lindo, cativante e simplesmente realístico!
    Macabea é o protótipo das meninas nordestinas que chegavam em São Paulo na deécada de 70, cheia de pureza pra dar!
    Consideradas feias e esquisitas, eram motivos constantes de zoação.
    Hoje as coisas mudaram e a nova geração de “baianas” – como geralmente são chamadas todas as nordestinas, é bem espertinha!…rs
    Grande Clarice Lispector!
    Mulher que fazia parte do time nota 10 completadas por gente do quilate de: Hilda Hilst, Cora Coralina, Lygia Fagundes Telles, e outros grandes nomes!
    Eu já prefiro essa salada acima, agora quem gosta de bagaceira é outra coisa!

    Comentário por Nadja Prado — 29/05/2009 @ 17:37


RSS feed for comments on this post.

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: